Metade da população de Franca recebe 1ª dose da vacina contra Covid

26 - 07 - 2021- Ibiraci

Ibiraci Ibiraci

Mais da metade da população de Franca recebeu pelo menos uma dose da vacina contra a Covid-19. O balanço informado pela Prefeitura Municipal contabiliza dados até a última quinta-feira, dia 22, quando 191.253 pessoas haviam recebido a primeira dose na cidade e 55.415 tinham sido imunizadas com a segunda dose, totalizando 246.668 vacinas contra o coronavírus aplicadas no município.

O secretário municipal de Saúde, Lucas Souza, afirmou que o número de pessoas que receberam pelo menos a primeira dose contra o coronavírus está longe do ideal, mas destacou que houve avanço na vacinação e que já é possível constatar a proteção maior que a imunização proporciona. “Temos cerca de 56% de toda população vacinada pelo menos com a primeira dose. Notamos que a queda nas internações é reflexo da imunização e também que as pessoas que se vacinaram e são contaminadas pelo coronavírus tendem a ter formas mais leves da doença, a vacina impede que ela avance gravemente”, afirmou. 

Segundo ele, a Secretaria de Saúde realizou uma análise de dados epidemiológicos a partir de uma amostragem de pacientes no Pronto-Socorro Municipal “Álvaro Azzuz”, polo de tratamento para Covid em Franca, entre o fim de junho e início deste mês, e constatou que 94% dos internados não haviam sido vacinados ainda, apenas 6% tinham recebido o imunizante. “Mesmo para quem recebeu uma dose e não está com o ciclo vacinal completo, constatamos uma proteção maior, há mais segurança”.

A campanha de vacinação contra Covid em Franca segue o calendário do governo estadual, responsável por encaminhar os imunizantes para os municípios. Alguns grupos já vacinados incluem profissionais de saúde, professores, motoristas do transporte público, gestantes, puérperas (mulheres no período pós-parto) e pessoas com comorbidades. A partir de segunda-feira, a imunização será oferecida para nova faixa etária: 30 anos. O secretário de Saúde disse que não é possível prever o avanço da cobertura vacinal para mais idades porque depende do envio das doses pelo Estado.

Proteção coletiva

O médico da Vigilância Epidemiológica de Franca, Homero Rosa Júnior, afirmou que a vacinação coletiva é a arma existente para controlar a epidemia do coronavírus, para isso é fundamental que as pessoas atendam à convocação e participem da campanha de vacinação contra Covid. “Vacina é a solução, é a salvação da humanidade, já sabíamos desde o início que não ia dar tempo da ciência desenvolver medicamentos que pudessem neutralizar ou mesmo matar o vírus. A vacina foi feita em tempo recorde em todo mundo e hoje nós temos que usufruir desse direito, desse presente que é a vacinação contra a Covid. Qualquer vacina, independente da marca, da quantidade de doses, do intervalo para aplicá-las, nós precisamos da imunidade coletiva, que significa vacinar todo mundo o mais rápido possível para conter a epidemia”.

O médico ressaltou ainda que é sempre preciso lembrar que a “pandemia não acabou”, que o vírus continua em circulação, inclusive com novas cepas. O uso de máscaras, higienização com álcool em gel e manter o distanciamento social, sem aglomerações, são medidas eficazes para evitar o contágio. Na sexta-feira, Franca atingiu 900 mortes por Covid desde o início da pandemia, em março de 2020. O boletim epidemiológico da Prefeitura do dia 23 apontou também 101 novos casos e um total de 38.525 infectados pelo Coronavírus.


Fonte - Verdade On
Fonte de imagem - Verdade On