Veja como está o funcionamento do comércio e serviços em Ribeirão Preto

18 - 03 - 2020- Ribeirão Preto

Ribeirão Preto Ribeirão Preto

Com a recomendação da Prefeitura de Ribeirão Preto para evitar aglomerações e medidas como a suspensão de aulas e eventos, o varejo local também adotou nova rotina.

Veja na lista abaixo como está o funcionamento:

 

Shoppings

A partir desta semana, segundo comunicado da rede Mutiplan, o RibeirãoShopping e o ShoppingSantaÚrsula funcionarão das 12h às 20h, de segunda a domingo, até o dia 1º de abril. Além disso, os centros de compras também informam que já adotaram uma série de medidas para intensificar ainda mais a limpeza e higienização nas dependências dos empreendimentos.

O Shopping Iguatemi também reduzirá o horário de funcionamento a partir desta quarta-feira, 18. O empreendimento também funcionará das 12h às 20h, de segunda-feira a domingo. Segundo o Iguatemi, a iniciativa é uma medida responsável de cuidado e respeito com o próximo e está de acordo com os protocolos de segurança recomendados pelas autoridades da Saúde.

O Novo Shopping ainda não se pronunciou sobre mudanças no funcionamento.

 

Comércio de rua

Nas lojas de rua, segundo comunicado do Sindicato do Comércio Varejista de Ribeirão (Sincovarp) e o Sindicato dos Empregados do Comércio (Sincomerciários), a recomendação é a adoção de dois horários alternativos, das 8h às 18h ou das 9h às 19h, como forma de reduzir a concentração de pessoas nas ruas sem alterar a carga horária dos funcionários.

 

Poupatempo

Segundo o Governo do Estado de São Paulo, o Poupatempo vai priorizar serviços on-line e atendimento à distância, para fazer a regulação do fluxo de pessoas. “São Paulo já alcançou a margem de 70% de digitalização e melhoramos as condições de atendimento à distância da população por computadores e celulares. Evidentemente, não deixaremos à margem as pessoas de baixa renda ou desempregados que não tenham equipamentos. Essas pessoas não deixarão de ser atendidas pelos serviços básicos do Governo de São Paulo”, disse nessa terça-feira, 17, o governado João Doria.


Fonte - Revide
Fonte de imagem - Revide