Alexandre Ferreira reúne comerciantes de Franca para discutir flexibilização

03 - 02 - 2021- Franca

Franca Franca

Com transparência em suas ações e buscando envolver os segmentos representativos da cidade, o prefeito Alexandre Ferreira recebeu na tarde da última terça-feira, 02, em seu gabinete, representantes do setor comercial, academias, bares e restaurantes.

Em pauta, foram discutidas alternativas para o enfrentamento dos momentos difíceis causados pela pandemia, impactando setores essenciais da economia da cidade.

O prefeito disse que se solidarizava com cada um dos presentes, destacando que convidou para a reunião os presidentes da ACIF, do CDL, do Sindicato do Comércio Varejista e representantes destes estabelecimentos, cujo intuito é ampliar o diálogo e construir juntos, regras e protocolos para serem aplicados com as medidas de flexibilização.

Alexandre Ferreira afirmou que, existindo condições epidemiológicas, poderá permitir a flexibilização, independente das regras do governador. “Com os índices mais favoráveis, temos condições de argumentar com o Ministério Público”, observou.

Aumento de Leitos

Outra medida que poderá permitir a flexibilização das atividades é o aumento do número de leitos de UTI em Franca.

Nesse sentido, o prefeito Alexandre Ferreira assinou na tarde da terça-feira, a lei aprovada, em regime de urgência pela Câmara Municipal, que prevê o repasse de R$ 2 milhões para a compra de equipamentos para a abertura de mais 15 leitos de UTI, no AME (Ambulatório Médico de Especialidades).

Ferreira agradeceu os vereadores, que aprovaram rapidamente este projeto da Prefeitura.

“É assim, com trabalho, transparência, diálogo, ação e muita responsabilidade, que vamos vencer os desafios da Covid”, finalizou.

Ainda de acordo com o prefeito, a previsão é que a partir desta sexta-feira, 05, 10 leitos entrem em funcionamento, sendo 5 de UTI e 5 de enfermaria, no AME.

Durante este período, a unidade estará atendendo os pacientes que estiverem em tratamento, com retornos médicos e os casos pós-cirúrgicos, podendo retornar com as atividades normais, em março.


Fonte - Jornal da Franca
Fonte de imagem - Jornal da Franca