Procuradoria da Mulher de Franca orienta vereadoras e quer rede de apoio no interior

22 - 01 - 2021- Outras Cidades

Outras Cidades Outras Cidades

A Procuradoria Especial da Mulher da Câmara Municipal de Franca atendeu duas vereadoras de Batatais (SP) na tarde de quarta-feira, 20.

Anabella Pavão (PSOL) e Capitão Cláudia Lança (PSL) procuraram a procuradora da Casa de Leis francana, a parlamentar Lurdinha Granzotte (PSL), para discutir a possibilidade de implantar uma Procuradoria no município localizado a cerca de 50 km de Franca.

O órgão legislativo em Batatais já foi instituído legalmente há alguns anos, mas nunca saiu do papel.

O encontro foi acompanhado por servidoras da Casa e considerado muito produtivo por Lurdinha.
“As vereadoras vieram aqui para saber como funciona a nossa Procuradoria e ficaram muito animadas”.

“Elas vieram abertas para novos aprendizados e nos trouxeram ideias e sugestões. Ambas têm uma visão muito futurista”.

“Nós estamos aprendendo juntas, porque eu também estar começando agora. Foi uma troca maravilhosa de conhecimento”.

Lurdinha também espera que o diálogo com Batatais seja apenas o início de um processo mais amplo, em que Procuradorias sejam efetivamente implantadas em outras Câmaras espalhadas pelo interior paulista.

Ela se coloca à disposição para auxiliar vereadores a alcançar esse objetivo.

“Já pensou que maravilha essas Procuradorias instituídas em outras cidades? Quem se interessar pode nos procurar que orientamos o que é preciso fazer para criar uma Procuradoria da Mulher”.

“Se precisar, nós até vamos nessas cidades, porque às vezes o pessoal acha difícil vir a Franca”.

“Nós estamos dispostas a ajudar não só as mulheres de Franca, mas onde precisar. Unidas, poderemos fazer muito mais”.

A Procuradoria Especial da Mulher tem como objetivos:

– receber, examinar e encaminhar aos órgãos competentes denúncias de violências e discriminação contra a mulher;

– fiscalizar e acompanhar a execução de programas do governo Municipal que visem à promoção da igualdade de gênero;

– cooperar com organismos voltados à implementação de políticas para as mulheres;

– e promover pesquisas, seminários, palestras e estudos sobre violência e discriminação contra a mulher.

O órgão acompanha todo o processo de denúncia, desde a elaboração do boletim de ocorrência até a obtenção de medida protetiva.

As mulheres que quiserem agendar uma reunião com a Procuradoria Especial da Mulher da Câmara, seja para buscar ajuda, seja para implantar uma Procuradoria em sua cidade, podem ligar para os telefones:

– (16) 3713-1536 e (16) 3713-1572;

– enviar mensagens via WhatsApp para o número (16) 99133-5774;

– ou mandar e-mails para lurdinhavereadora@gmail.com e procuradorialurdinha@gmail.com.

Lurdinha informa que todos os atendimentos serão feitos com todo o carinho e discrição.


Fonte - Jornal da Franca
Fonte de imagem - Jornal da Franca